16/06/17


Não é que seja obcecada com o peso mas, partir de uma certa idade, é sempre agradável ver um número que não seja demasiado elevado. Há uns tempos fui ao ginásio com a minha colega de casa e, antes de iniciar o treino, pesei-me. 

- Não acredito! Uma semana sem vir malhar e estou mais magra! 

- Deixa-me pesar também! - respondeu a minha amiga. 

Assim que ela se colocou na balança disse:

- Não, há aqui qualquer coisa que não está bem.

Ela desceu da balança e viu que a mesma estava desregulada. Que o maldito ponteiro vermelho não batia certinho no 0KG. 

- Pois, ao teu peso, tens de acrescentar mais 2KG. 

E assim se estraga tudo.

12/06/17

Os mil e um motivos da gratidão


Muitas vezes o sentido de gratidão fala mais alto. Por ter saúde, por ser independente, por ter amigos e família que gostam de mim, mesmo com o meu mau feitio de bosta. Grata por ter aquilo que tenho. Não é que seja religiosa - até porque acredito que quando bater com as botas, terei um tête-à-tête com o diabo - mas, de vez em quando, é agradável ter consciência destas coisas. Dizem que sim :-)

E por aí? Estão gratos pelo quê? 

05/06/17

O melhor do Verão


É poder devorar melancia. Ao lanche, ao pequeno-almoço e, se for preciso, até ao jantar. Ou então beber um sumo de melancia bem fresquinho à beira-mar. É como ter um pedacinho de céu na terra, amo! :D 

Mais alguém?

01/06/17

A eterna criança


Eu, do alto dos meus 25 anos, ainda me considero uma criança. E adoro esse meu espírito. Abracem muito a vossa "criança interior" especialmente hoje :)

24/05/17

Obrigada

Lembro-me da minha coach olhar para mim e dizer-me:

- Sabes, tu não tens de ser uma Isabel Stilwell do dia para a noite. 

Por outras palavras, não tenho de me tornar na melhor professora do mundo, escritora ou seja o que for, do dia para a noite. Até porque isso é praticamente impossível.  Quis ela dizer-me que é  normal falhar, é normal não acertar à primeira, nem à segunda e às vezes uma terceira. Que é frustrante, no entanto, os grandes não se tornaram nos Grandes num estalar de dedos. 

Vão dizer isso à minha paciência sagitariana, que não lida muito bem com o fracasso. Porém, são estas pequenas coisas que dão sentido ao meu objectivo. São estas coisas que me dão força quando me questiono se consigo realmente fazer isto. Mil obrigados :-) 


19/05/17

O que torna as pessoas odiáveis....


Quem trabalha no atendimento ao público sabe que, de vez em quando, tem de engolir uns quantos sapos. Contudo, há casos em que dá mesmo vontade de regar a pessoa com gasolina e vê-la arder. Senão vejamos este caso: uma senhora aborda-me a pedir uma informação. Até aqui tudo bem, visto  fazer parte do meu trabalho. 

- Bom dia. Onde fica a Swarovski?

- Bom dia. É no segundo piso à direita, senhora. 

- Fica ao pé do quê? 

- Olhe, fica perto da Swatch. 

- Eu não perguntei pela Swatch, perguntei pela Swarovski - dito com o ar mais arrogante de sempre. 

Fiquei a olhar para ela, perplexa. 

- Correcto. E eu disse que fica no corredor da Swatch. 

- Ahhh! ( explosão de risos) Percebi mal. 

E a louca sou eu, claro.

15/05/17

Einstein




Tudo começou com o ávido desejo de melhorar o alemão, apesar do tempo ser escasso. No meio de um zapping sonolento descubro uma série alemã, Einstein. Perfeito para desenferrujar. No meu tempo, não havia cá dessas regalias de pôr a gravar na box e ver mais tarde. Vá lá a minha infância ficou marcada pelos típicos "quatro canais". Digamos que agora tenho um belo serão a ver esta série, no AXN. Sehr gut!
Devaneios Lisboetas. Com tecnologia do Blogger.

Vamos devanear?

devaneioslisboetas@gmail.com

Acerca de mim

A minha foto
"Eu desejava dizer muitas coisas à rapariga que roubava livros, acerca de beleza e brutalidade. Mas o que podia eu dizer-lhe acerca dessas coisas que ela não soubesse já? Queria explicar-lhe que estou constantemente a sobrestimar e a subestimar a raça humana - que raramente me limito a estimá-la. Queria perguntar-lhe como podia a mesma coisa ser tão horrível e tão gloriosa, e as suas palavras e histórias tão nefandas e tão brilhantes", Mark Zusak em " A Rapariga que roubava livros"

Blogues à mesa

Blogging.pt

Blog Portugal

A devanear comigo